Aliados

domingo, 14 de agosto de 2011

O melhor e o pior de ser pai em cada idade

Achei super bacana a matéria sobre o melhor e o pior de ser pai em cada idade. É inevitável prá nós, eu e meu maridão, pensarmos nesse assunto, ainda mais no Dia dos Pais. Somos um casal sem filhos e por vontade própria. Mas, vamos ao ponto. Compartilhado daqui
 Aos 20...

Prós: A maior vantagem é a de estar fisicamente apto para acompanhar os filhos nas atividades e nas brincadeiras e suportar noites de insônia com o bebê acordado ou doente. E ainda trabalhar a valer no dia seguinte e ir para a faculdade à noite!
Contras: Despreparo psicológico e falta de recursos financeiros. “Muitos jovens também sofrem ao se desprender dos desejos e vivências típicos da idade, como sair com os amigos, para assumir o papel de pai”, diz Claudia Gregio. E há os que abrem mão da responsabilidade de pai, delegando os cuidados com a criança para os avós, para curtir a vida, comprometendo, assim, os laços afetivos.
Aos 30...
Prós: Nessa idade, os homens têm muita energia para brincar com os filhos e levá-los para passeios, além de mais maturidade emocional em relação à década anterior. “A eficácia emocional é ótima e esse homem está pronto para lidar com as demandas da criança”, comenta a psicóloga Claudia Gregio.
Contras: Nem sempre o homem está disponível para a família, pois costuma ser muito solicitado no trabalho. É a época do aprimoramento e refinamento profissional, uma fase de alta importância para a carreira dar um salto. “O preço, para muitos, é passar as madrugadas em claro, não cuidando do filho, mas trabalhando”, diz Sonia Fuentes.
Aos 40...
Prós: O homem está no auge do amadurecimento psicológico e, geralmente, atravessa uma fase mais viável financeiramente. Esses pais sabem o que querem da vida e curtem bastante a companhia dos filhos.
Contras: Muitos já não têm mais aquele pique dos 20 anos, mas é claro que isso varia de homem para homem. Se o sujeito é sedentário e não cuida da qualidade de vida como deve, pode ser difícil acompanhar filhos pequenos entre dois e quatro anos, que exigem muita energia e movimento.
Aos 50...
Prós: De acordo com a especialista Sonia Fuentes, o filho pode ser um motivo de incentivo para o homem se reinventar, arregaçar as mangas e encarar um parque de diversão novamente. “Sentir a adrenalina de estar vivo pode fazer muito bem”, destaca. A preocupação com os filhos – não mais com seu sustento, mas com seu futuro – têm poder rejuvenescedor e serve de estímulo para conquistas e realizações.
Contras: Se o pai não teve uma vida saudável até esse momento, não vai conseguir usufruir direito dessa fase mais sossegada. Para Claudia Gregio, os pais cinquentões tendem a ser mais permissivos com os filhos. “Muitos têm um pensamento de avô, do tipo ‘eles devem aproveitar a vida enquanto podem’. E acabam sendo menos firmes na hora de impor limites”
Dos 60 em diante...
Prós: Os filhos podem servir de incentivo para o homem se cuidar mais e melhor.
Contras: No caso de pessoas que encaram um novo relacionamento e resolvem ter uma criança com a nova parceira, pode haver um choque de gerações. Afinal, os filhos de relações anteriores foram criados e educados em outra época, sob outros conceitos e valores. “É importante estar sempre se reciclando e ficar antenado com as mudanças, para não estranhar muito. O duro vai ser acordar de madrugada, ou melhor, ouvir o choro de um bebê!”, lembra Sonia.

Feliz dia dos pais!

Vanessa
Eutimia

13 comentários:

Cristian Scheuer disse...

haha, muito bom o texto e tem muitas verdades sim nele.
Bons tempos quando meu veio ainda aguentava joga uma partida de futebol hehe
Mas hoje ele prefere só acompanhar da tv mesmo

Millena Blogueira disse...

Tudo tem vantagens e desvantagens.

Halorna disse...

Vanessa,
Super verdade...adorei o texto,muito bom!!Como sempre, os prós e os contras da vida!!Acho que não tem uma receita, né??Aqui em casa nós esperamos 04 anos de casados para ter filhos, foi uma escolha super acertada e está dando muito certo!!O casal aproveitou bastante e depois veio a responsa de ter filhos!!É uma outra fase, muito boa também!Beijocas

Elisangela disse...

excelente texto. Como ainda não temos filhos e não é por vontade própria, fui direto aos pais acima de 30 anos.

Beijos e tenha uma boa semana.
http://ursulinodecor.blogspot.com/

Stella Valim disse...

Muito bom esses prós e contras e acredito que são realmente verdadeiros, gostei,foi um ótimo post. E feliz dia dos paaaaaaaais né?!?!
http://senhoritaliberdade.blogspot.com/

Pathy Moreira disse...

Olá!! Adorei seu blog e já virei sua seguidora! Também te convido para conhecer o meu blog e participar do meu 3° sorteio!! Vou adorar receber sua visita!! Beijão ♥

http://adoravelnecessaire.blogspot.com/2011/08/sorteio-maison-jolie-adoravel.html

@pathyamorinha

Dâmaris - Village Beauté disse...

Oi Vanessa!

bom dia!

Moraste em Tubarão? somos naturais de lá; minha irmã mora e está começando a maquiar para eventos.

Os tons verdes ficaram bonitos mesmo...

Tua estada em Tubarão foi em qual época?

Cada fase da vida com sua beleza, limites e possibilidades...concordo!

bjs
Dâmaris

Scheila Jacobs disse...

É realmente tem muitas verdades no texto.
Muito bacana.

Bjokas ^_^.
apedossonhos.blogspot.com

palavras ao vento disse...

eee...muito legal a postagem....

Gabriele Santos disse...

adorei a abordagem da temática para este dia dos pais.
achei muito interessante a pesquisa e realmente concordo.
Acho que a melhor fase é a dos 27 pros 30 \o.
beijos.

Fernanda Fernandes disse...

ADOREI O BLOG,ADOREI TODAS AS DICAS

BJS

FERNANDA

Lucinha Abreu disse...

Muito bom !!! o texto faço parte das blogueiras unidas e sou na lista o grupo 24 gostei do que vi por aqui e já estou te seguindo, beijos http:lucinhaabreu.blogspot.com/

Jorge Lima disse...

Caramba #SerPai não parece ser facil.
Há tantos acasos fora os filhos. É de deixar-nos loucos.

http://trecosdobau.blogspot.com/